Informações para os pais

Mitos e fatos

Muitos jovens sonham em ficar ricos rapidamente e sem esforço. Estes sonhos e esperanças enganam na hora do jogo, superestimando as chances reais de vitória.

Por este motivo é muito importante manter o diálogo com eles sobre os fatos:

  • O sucesso é sempre uma probabilidade – os jogos de azar são completamente imprevisíveis. Isto também vale para o pôquer e para as apostas de esporte. A nível mundial, somente alguns poucos jogadores de pôquer podem manter seu sustento por meio dos lucros obtidos nos jogos.
  • A perda é sempre muito maior do que o ganho – a indústria do jogo se financia com as perdas e não com os ganhos dos jogadores.
  • A probabilidade de um jogador acertar seis números na loto é menor do que a de que ele seja atingido por um raio.

Âmbito legal - adolescentes

É proibido oferecer o acesso a jogos a jovens menores de 16 anos. Esta proibição visa uma proteção dos jovens e não um castigo.

Os jovens podem identificar-se com idade falsa e possuírem um cartão de crédito, tendo assim o acesso facilitado aos jogos disponíveis. Isto acontece com muitos jovens.

A participação em jogos de azar ilegais na internet não é proibida por lei, entretanto não ocorrem dentro de um âmbito legal oficial. Assim sendo, não existe a possibilidade de se exigir legalmente o pagamento de um valor ganho.

Fatores de risco e proteção de adolescentes

Fatores de proteção de adolescentes

O diálogo sempre protege: Converse com seus filhos e jovens sobre os interesses deles, mostrando-se curioso pelo «mundo» deles – independentemente se o assunto for videogames, jogos de azar ou esporte – com isto, estabelece-se uma comunicação real. É importante conversar num nível conforme a idade do jovem.

Dicas: Reserve tempo suficiente para um bate-papo: «Quais são os seus sonhos?» / «O que você faria, se você viesse a ganhar muito?» / «O que é que mais interessa a você neste jogo?» / «Por que este jogo fascina tanto?» Tente jogar uma vez junto com seu filho.

Jovens e crianças consideram a família importante – mesmo que a impressão que eles deixem não seja esta. O apoio da família funciona como proteção para os jovens, evitando que desenvolvam um comportamento de dependência no jogo e no consumo.

Fatores de risco – adolescentes

Comportamento de risco ao jogar

  • Aproximadamente um em cada quatro adolescentes jogou algum jogo nos últimos 12 meses. Na Suíça, 5% dos adolescentes que jogam (de 15 a 19 anos) têm um comportamento problemático em relação ao jogo, ao passo que entre os adultos esse número está entre 2 a 3%.
  • Além disso, os jovens se endividam mais rapidamente com jogos de azar, pois dispõem de menos dinheiro para jogar.

Fatores de Risco

  • Os rapazes jogam mais que as moças, desenvolvendo mais problemas que elas.
  • A possibilidade de se desenvolver a dependência é maior quando o jogador começa a jogar já bem jovem.
  • Se o jovem receber uma mesada alta (dinheiro mensal) sem regras, maior será a possibilidade de começar a jogar.
  • Situação familiar caótica, negligência educacional com relação aos filhos e falta de integração social dos pais e responsáveis.